IMT na mídia

O Projeto SaMI-Trop realiza pesquisa sobre Doença de Chagas na região do norte de Minas Gerais

O IMT, em parceria com UFMG, USP e Faculdade de Medicina, participa do projeto SaMI-Trop, que realiza pesquisa sobre Doença de Chagas na região do norte de Minas Gerais. No dia 09/03/2019 participou de um evento em Espinosa, MG, para coleta de dados que proporcionará a continuidade da pesquisa na região.

Participantes do projeto: data.ime.usp.br/samitrop/participants.jsp
Veja a reportagem sobre o evento em Espinosa:
g1.globo.com/mg/grande-minas/mgintertv-1edicao/videos/t/edicoes/v/evento-vai-abordar-doenca-de-chagas-em-espinosa/7440249/

Acompanhe o projeto nas redes sociais: facebook.com/projetochagas/

 

HTLV, um vírus negligenciado, merece mais atenção das autoridades de saúde, diz especialista

Assim como o HIV, o HTLV é uma infecção sexualmente transmissível (IST) e seu contágio se dá pelo sangue infectado, podendo ser transmitido de mãe para filho. A infecção atinge 10 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, é considerada endêmica, atingindo principalmente os estados do Maranhão, Pará e Bahia. A mielopatia, doença nerológica que afeta o sistema locomotor, a leucemia de células T do adulto e a dermatite seborreica são algumas das principais complicações da infecção. Estudioso do tema há 30 anos, o professor Jorge Casseb, do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da FMUSP, alerta para a necessidade de políticas de saúde mais efetivas para a prevenção e conscientização sobre o vírus.

Veja a matéria completa em:
http://fm.usp.br/fmusp/noticias/htlv-um-virus-negligenciado-merece-mais-atencao-das-autoridades-de-saude-diz-especialista-

 

Duas novas cepas de rotavírus circulam no país, aponta estudo

O rotavírus equino-humano apareceu no país em 2015. Em 2017, já correspondia a 80% de todas as amostras positivas para rotavírus

Desde 2006, a atual geração de vacinas tem dado conta de prevenir a maior parte dos casos de rotavírus, que causa vômitos, cólicas, diarreia e é responsável por 40% das internações hospitalares de crianças no Brasil.
No entanto, um sinal amarelo foi aceso com a identificação de duas novas cepas no país, de acordo com um novo estudo.

Veja a matéria nos links abaixo!
https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2019/02/duas-novas-cepas-de-rotavirus-circulam-no-pais-aponta-estudo.shtml
https://www.gazetaonline.com.br/noticias/brasil/2019/02/duas-novas-cepas-de-rotavirus-circulam-no-pais-aponta-estudo-1014166500.html
https://jornal.usp.br/atualidades/novas-cepas-de-rotavirus-estao-sendo-monitoradas/

 

Novos casos de ebola voltam a surgir na África

Confira a entrevista do Prof. Dr. Expedito A. Luna, do laboratório de Epidemiologia do IMT, ao jornal e Rádio USP, no link:

jornal.usp.br/atualidades/novos-casos-de-ebola-voltam-a-surgir-na-africa/

 

Descrever novos vírus aumenta rede de vigilância de novas epidemias

Antonio Charlys da Costa, pós-doutorando do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP, falou sobre o trabalho em buscar novos vírus. no link:

jornal.usp.br/atualidades/descrever-novos-virus-aumenta-rede-de-vigilancia-de-novas-epidemias/

 

Pouco conhecido, vírus da família do HIV infecta milhares no País

Confira a entrevista do Dr. Jorge Casseb, médico do Ambulatório de HTLV e professor associado do Instituto de Medicina Tropical da Universidade no link:

jornal.usp.br/ciencias/ciencias-biologicas/pouco-conhecido-virus-da-familia-do-hiv-infecta-milhares-no-pais

 

Um “poderoso” fungo: Lomentospora prolificans

O pesquisador do Hospital das Clínicas e do Instituto de Medicina Tropical da USP, João Nóbrega de Almeida Jr,concedeu entrevista a TV BRASIL – EBC:

https://youtu.be/K-2IjFcaw7M